Girl From Sao Paulo

"you are crossing the tropic of capricorn".

23 January 2009

O tempo e o vento


Desde que moro no Brasil tenho curiosidade de ler "O tempo e o vento" do Erico Verissimo. Cheguei a pegar o primeiro volume na biblioteca do sogro, e ler os dois primeiros parágrafos para ver como me caía o material. A quantidade de livros (são 7 volumes) e o fato de a história se situar no Rio Grande do Sul são dois dos motivos que me assustaram um pouco, e assim fui deixando a coleção para pensar nela no futuro. Em Novembro, resolvi tentar de novo, e estou no volume 5, ansiosa para chegar no fim e começar o 6. Estes anos de vivência no Brasil me ajudaram a amar esta saga da familia Terra-Cambará, porque apesar do autor tratar de temas universais, os romances usam a formação do RS e do Brasil como pano de fundo.
A atenção ao detalhe na hora de descrever os cheiros de uma estância, ou do interior de uma igreja tem a capacidade de nos transportar ao local.

Segue um trecho de "O arquipélago vol. 1"


- Mas e este famoso pôr-do-sol? - reclama Tio Bicho.
O outro aproxima-se da janela e olha o poente.
- Podes vir. O "astro-rei", como diz o Pitombo, entrou em agonia.
Bandeira dá alguns passos e posta-se atras de Floriano, que diz:
- Parece que não vai ser dos melhores. Poucas nuvens.
- Não sou exigente, compadre.
O disco esbrasiado de sol desce por tras de nuvens rosadas, na forma de esguios zepelins de comprimento vário, com contornos luminosos. A barra carmesin que começa no ponto em que a terra e o céu se encontram, degrada-se em rosa, ouro e malva para se transformar num gelo esverdeado, que acaba por fundir-se na abóbada de água-marinha que é o resto do céu.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home