Girl From Sao Paulo

"you are crossing the tropic of capricorn".

07 April 2006

caras


Nunca comprei a revista caras. Isso é porque eu não me vejo como uma pessoa que lê esse tipo de revista. Sou uma pessoa profunda, inteligente, interessada em assuntos de ordem maior e ocupada demais para perder tempo com futilidades desse naipe. No entanto, estou a par de todos os grandes acontecimentos futis dos ultimos tempos porque leio a revista de capa a capa toda a semana. No salão onde faço manicure há 5 anos eles já sabem que quando eu pergunto se chegou alguma revista nova estou perguntando sobre a caras. Mesmo assim, a Neide sempre me oferece umas 4 que eu avalio pensativa antes de escolher a caras. Uma vez ou outra escolhi Isto é ou Epoca porque a Neide me trouxe a caras direto e vejam bem, como eu não sou uma pessoa que lê caras, achei a atitude dela um tanto ousada.
A verdade é que esse tipo de revista exerce sobre nós um fascinio semelhante ao que nos obrigada a olhar acidentes na estrada. Sabemos que não vai ser uma experiencia gratificante, mas não conseguimos resistir. Sempre as mesmas pessoas aparecem na revista, em matérias que penetram em suas intimidades e onde as vemos acompanhadas do amor de suas vidas em clima de muita "cumplicidade" (palavra amplamente usada pelos editores em todos os fascícuclos). Alguns casais já separados exibem seus bem torneados bicepes e abdominais enquanto que com expressão séria relatam o fim de um relacionamento. Temos a apresentação da nova namorada de um grande empresário: ela trabalha como dancarina em um programa de audiencia e olha apaixonadamente para seu amado mantendo seu corpo posicionado de maneira que se preceba (casualmente) seus firmíssimos gluteos maximus. Temos tambem a atriz mais "experiente" que exibe o mais recente "amor de sua vida", 32 anos mais jovem e coincidentemente estreando em um musical.
Diz uma tia querida que alguns relacionamentos duram o equivalente a 4 fasciculos de caras: 1- apresenta om casal em grande cumplicidade, 2-mostra a festa de casamento, 3- o casal civilizadamente anuncia a amigável separação e 4- onde apresentam novos amores ...... antes que o ciclo recomece.
Uma vez encontrei na ponte aérea uma pessoa conhecida que é atriz famosa. Tudo estava lindo até que lhe escorregou das mãos uma sacola revelando que ela lê sim a revista caras. Perdeu por uns momentos a pose. Senti empatia por ela. Senti que tinhamos um segredo juntas, algo que nos aproxima, que fazemos parte de uma sociedade secreta como os masons. E eu venho de uma linhagem pura, porque entre passeatas e comícios do partido comunista, minha mãe não dispensava a ¡hola!
Caras tem uma tiragem razoável, convenio com um castelo na eurpoa e uma ilha. Como raramente me deparo com pessoas lendo a revista, só posso concluir que essa sociedade secreta está crescendo. Viva!

1 Comments:

At 3:51 PM , Anonymous Karen Miranda said...

querida, não se sinta só
eu sempre leio Caras no cabeleireiro, curiosamente, não consigo ler outra coisa no salão, eh muito divertido
bisoux, saudades
PS: não esquece de chamar pra suas festas wharholianas

 

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

Links to this post:

Create a Link

<< Home